terça-feira, março 22, 2005

“DON’T WANNA BE NA AMERICAN IDIOT”


Ultimamente, os EUA foram abalados por um caso de eutanásia que chegou ao tribunal. Uma vez que uma mulher vive, há vários anos, em estado vegetativo, o seu marido pediu às autoridades norte-americanas que fosse retirado o tubo que a alimenta.
A eutanásia é um assunto muito sério que vai para além de uns meros sim ou não. É difícil ver um ente querido sofrer atrozmente, mas também é difícil acabar de vez com o seu sofrimento. Não pretendo, nesta farpa, emitir uma opinião a favor ou contra a eutanásia, até porque não a tenho. Procurarei, antes, analisar o novo brilhante pensamento do homem mais satirizado do mundo: George W. Bush. O seu rival, satiricamente falando, foi deposto há pouco tempo. Falo não de Hussein, mas obviamente de Santana Lopes!
Pois bem, confrontado com o caso de eutanásia acima enunciado, um porta-voz da Casa Branca disse que o presidente dos EUA era pela vida.
Decidiu entrar em guerra com o Iraque, enviando muitos soldados ao encontro da morte, mas Bush é pela vida!
Mesmo debaixo do seu nariz, centenas de prisioneiros de guerra são torturados, nos recintos norte-americanos, à revelia da Convenção de Genebra, mas Bush é pela vida!
Nos EUA, a facilidade com que se adquire uma arma é de deixar qualquer um de boca aberta, mas Bush é pela vida!
Não assinou o protocolo de Quioto, cujo objectivo é preservar da melhor maneira o nosso planeta, mas Bush é pela vida!
É a causa de muitas paragens cerebrais sempre que abre a boca, mas Bush é pela vida!
Acho que acabei de descobrir quem é o “american idiot” da música dos “Green Day”!

Maria Ortigão



2 comentários:

António Ribeiro disse...

P.S. (só para confirmar que li brm o post):"farpas xxi", a propósito de um caso delicado sobre o qual não tem opinião, chama "Idiota" ao governante máximo de um país. Qualquer um acharia estranho, mas "farpas xxi" é pela coerência!

Filipe Moreira disse...

É um tanto ou quanto indecente usar um caso complicado e controverso como mais uma arma de arremesso contra Bush e os Estados Undidos. Sobretudo porque este "post", ao contrário do que é habitual em "farpas xxi", é dominado pelo rancor e não pelo humor. Já para não falar nos factos aduzidos, como a venda de armas. A verdade, como "farpas xxi" deve saber, é que não estará apenas nas mãos do Presidente americano uma mudança desse aspecto, já para não falar, por exemplo, no autêntico arsenal encontrado na Cova da Moura, ao que parece bem longe dos EUA. Não sei se vão publicar ou ler este post, mas é bom que se saiba (e vocês sabem) que a obsessão anti-americana não é hegemónica nem entre os Portugueses, nem sequer entre a juventude portuguesa.